Informações adicionais:
Anacrônica. Esta a é a linha temporal que se segue desde os primórdios para tentar explicar o mistério que envolve a vida e cada evolução dos seres. De acordo com alguns pensadores, baseados em leis ou mesmo ideais mirabolantes de suas mentes magnificamente brilhantes, somos o futuro. O novo nos aguarda. Somente os únicos capaz de adquirirem a força, podem continuar na linha de sobrevivência. Adaptar-se é o termo correto para denominar a morte dos que são deixados para trás por serem considerados "menos evoluídos". A real face deve apenas definir: você está com aqueles que buscam o mesmo ou pretende fazer a diferença mediante ao que realmente és?

Do you remember?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Do you remember?

Mensagem por Drake Keller em Sex Jul 10, 2015 1:22 am


Do you remeber?

Esta postagem se inicia entre Drake Keller e Rose Von Der Lahmann e está fechada para qualquer um que não tenha sido convidado. Passando-se esta em 23/04/2054, no complexo da audácia. O conteúdo é livre.. A postagem está ENCERRADA..
You smile, I smile...
Abnegation
avatar
Abnegation

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Do you remember?

Mensagem por Drake Keller em Dom Jul 12, 2015 5:18 pm


I never forget...
Só estávamos eu e ela, meu sorriso era causa da sua vontade de me socar, sempre conseguia me esquivar de seus golpes, mesmo ela não gostando de querer treinar eu a obrigava por mostrar que era necessário, para não ser colocada como a mais fraca dos membros jovens da Audácia.
Sua direita novamente era segurada por minha mão e rapidamente a girei em seu eixo puxando ela para mim pegando em seu pescoço, novamente soltava uma risada descontraída vendo que a feição da menor não era uma das mais amistosas.
- Vamos Rose. - a soltei me afastando dando dois passos para trás. - Não é sempre que tenho momentos tão calmos assim. - lembrava do meu treinador que sempre chegava às quinze e ponto para começar meu treino.
- Ainda temos meia hora antes do meu general me obrigar a ficar suspenso com apenas uma mão naquela maldita barra.

Minha voz era bem firme e presente, minha aparência sempre dava a entender que eu seria um ótimo lutador e um futuro representante da Audácia, bem, era o que meu treinador queria já a minha mãe não muito. Talvez fosse por isso que sempre gostou da aproximação que tive com a menina que agora sempre andava junto a mim. Nunca tive intenções e não tenho, mas eu a amo como se fosse minha irmã e talvez por isso eu a trate com mais vigor e a ajudo a ser uma ótima combatente. Muitos não eram a favor disso, não por causa do que eu tenho feito para ajudá-la e sim pela aproximação afetuosa. Ciúmes dela? Não ligava, até agora nem mesmo meu general tem se incomodado com isso.
- Mais uma tentativa, se conseguir me acertar eu paro e ai temos um tempinho de descanso, o que acha? - fui pra cima dela e consegui evitar mais dois golpes, porém, o terceiro me veio a acertar no rosto, um tapa.
- Hey! - passei a mão pela bochecha atingida e friccionei levemente. - Okay, você conseguiu. - levantei as mãos mostrando desistência e logo a peguei de surpresa fazendo que nós caíssemos no chão, ela por cima de mim para não machucá-la.
- Seu tapa arde, doidinha. - sempre a chamei assim, desde quando nos conhecemos.

Foi engraçado na primeira olhada que tivemos um com o outro, não era muito chegado a fazer amigos, ainda não sou, por sorte Rose me chamou a atenção pelo seu jeito forte e engraçado de fazer os treinos. Digamos que ela gostava de ousar um pouco nas performances de luta, como essa mesmo que acabou de fazer. Nunca em um combate um tapa iria afetar seu oponente, mas para ela tudo era um tipo de ataque, até mesmo um pisão no pé do oponente.
A tirei de cima de mim e nos sentamos no chão, ficamos nos encarando enquanto nossas risadas se mesclavam e nos faziam sentir aquele calor amistoso, inclinei minha cabeça para o lado e respirei fundo.
- Eu talvez não vá ficar na Audácia.- falei em tom baixo, só ela poderia me escutar ali. - Sei que parece loucura, mas sofri muito e não quero fazer tudo de novo. - fechei minha expressão para algo preocupante. Como meu treinador iria se comportar perante minha traição? Isso que me incomodava. - Não sei ainda o que farei, em breve teremos que optar por uma facção, todos acham que eu quero continuar, eu quero, mas penso no que pode vir depois...
Era como se um frio assustador passasse por minha espinha naquele momento, sacudi a cabeça e olhei para ela com uma tristeza.
- Você já se decidiu? Em que facção vai ou se vai permanecer aqui? - perguntei esperando sua resposta.

๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑
tag: #Brothers  with: #Rose  song: One Last Time  notes: FlashBack
You and I ... My little Rose
THANK YOU SECRET FROM TPO!

Abnegation
avatar
Abnegation

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Do you remember?

Mensagem por Rose Von Der Lahmann em Seg Jul 13, 2015 5:16 pm


ME AND SNAKE, MY FRIEND

E
ntre os lábios de Drake havia a transparência dos dentes que a provocavam de forma intensa. Vê-lo sorrir em meio a uma luta não era a coisa que a deixava mais inspirada, mas sim nervosa, talvez este se tornasse o objetivo do rapaz: fazê-la controlar seu nervosismo. Não aconteceria, Rose era uma pessoa incontrolável, até com ela mesma. Ela esperava que ele o ajudasse, ele queria torná-la uma lutadora melhor, exatamente a isso vieram os treinos que ocorriam a seus momentos enquanto Drake não era subitamente levado a sua louca forma de se tornar mais forte.

[...]


O corpo posto ao dele de forma sagaz a fez arfar. As mãos do garoto lhe correu ao pescoço, prendendo-a contra seu peito. Permaneceu estável. — Vamos Rose. — Atentou-se a afastar deste. Ela sabia que não estava indo bem, mas não conseguia melhorar. Fitou o garoto mantendo-se ereta, avaliando os movimentos que poderia vir logo a seguir. Levou as mãos à frente de si, sem saber ao certo o que fazer e desviou três. (1) A lateral do peito (2) Próximo ao pescoço (3) A esquerda bochecha. Um tapa? Sim, tinha o vencido com um tapa, algo que a fez sorrir descontroladamente ouvindo murmúrios de reprovação. — Pare de chorar! — Fora sua última palavra em bom tom antes de estar ao chão.

Drake havia a derrubado junto a si próprio, deixando-a permanecer por cima, Rose não se deu a outra a não sentar sobre a barriga do garoto jogado ao chão, antes que ele a retirasse de cima de si e ambos ficassem sentados. Amizade vinda deles por forma de treinos era a coisa mais estranha que Rose poderia já ter presenciado por toda sua vida, por sorte havia acontecido. O garoto não se era muito de conversar, pelo menos é o que poderia ver em relação a seus amigos, sua mãe em especial, que fez sempre Rose acreditar que o que o fazia assim era seus treinos exagerados por seu mestre, ele sempre vinha a contando algumas histórias das quais eram cruéis. Como dizia no momento por ter sofrido muito.

Eu acredito que o teste de aptidão me dará a resposta para meu futuro. — Finalizou e sorriu, abaixando a cabeça com calma enquanto sentia os olhos do garoto sobre si. — Deve parecer estranho, mas não me conheço para saber onde ir. — Ele queria seguir o coração e deixar todo o sofrimento para trás, mas não havia felicidade que ultrapassava seus momentos sofridos? — Não importa como seja, ainda nos veremos, não importa o perigo, pois aqui nós aprendemos que não há perigo para nossas pessoas, e você — Tocava ao peito do garoto com o dedo indicador. — Vai me ensinar lutar. — Seu tom fora frio e baixo, finalizando o momento deixando seu rosto pairar ao ombro de Drake.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Do you remember?

Mensagem por Drake Keller em Seg Jul 13, 2015 10:25 pm


I never forget...
Ouvia atenciosamente cada palavra da outra, alguns momentos refletia muito sobre o que ela dizia, tive pequenos devaneios de quando sofri com meu treinador durante minha infância e pensei se realmente eu queria estar naquela facção. Pigarreei sentindo ela colocar o dedo em meu peito me intimando a ensiná-la a lutar, arqueei minha sobrancelha e fiz uma expressão de "Tem certeza disso?", me levantei calmamente batendo as mãos em minha calça tirando os resíduos de poeira que ficaram nela após ter me sentado.
- Você tem certeza disso, doidinha? - ri dando de ombros a ajudando a se levantar também.
- Vamos para uma terceira rodada, tente me acompanhar ou você vai pra casa com alguns roxinhos pelo corpo. - pisquei e assim que colocava meu corpo em posição de defesa uma movimentação ocorreu no enorme salão, olhei para Rose sem entender nada e desmontei minha postura.
- O que será que aconteceu? - interroguei preocupado. - Vamos lá.

Corri de mãos dadas com a outra vendo que logo minha mãe seguia em minha direção com o rosto inchado e lágrimas a escorrer de sua face. Soltei a mão de Rose e a abracei sem entender nada e preocupado.
- O que aconteceu? - beijei sua testa e depois a olhei esperando por uma resposta.
- Seu pai... Ele... - franzi o cenho sem entender ainda. - O que tem ele?
- Seu pai se foi, ele morreu com mais alguns outros membros. - certo que o que eu iria ouvir era algo de extremo impacto, mas nunca pensei que seria além disso.
- O que? Como assim, mas... - olhei para Rose e me afastei da mulher que chorava desesperada, precisava saber mais, como, aonde, pude notar que ali bem naquele instante eu tinha esperança de que ele não tivesse morrido.

Macas e mais macas chegava, pessoas feridas, o vagão que transportava os vigilantes havia se descarrilado do trilho de forma suspeita, a queda deu um final fatal para uns e para outros fraturas expostas com muito sangramento, praticamente nem vinte por cento das pessoas que foram voltaram vivos daquele incidente e meu pai era um deles.
Não derramei uma lágrima se quer, pedi para que minha mãe fosse levada para o centro de observação, pois, eu não iria estar disponível para mais drama. Rose me acompanhou de volta ao grande salão de treinamento, minha expressão estava fechada, tudo pareceu desmoronar dentro de mim e só havia uma coisa que pudesse me fazer soltar toda a opressão que estava sentindo...

Um chute com a sola do sapato bem forte causava um grande impacto levando o saco de areia ao chão, mais um chute, mais um e minha expressão novamente voltou a mudar. Meus olhos pareciam lacrimejar sangue, o suor surgiu e nem se quer tinha visto mais Rose ali perto de mim.
- Mais rápido... Mais forte... Mais resistência... - minha respiração ofegante causava um transtorno imenso dentro de mim. - Sol... Chuva... Frio... Passei anos da minha vida ouvindo isso pra chegar agora você me deixar. É ISSO TREINADOR?! ESSE É MAIS UM DE SEUS TREINOS AMEDRONTADORES, HEIN?!- olhava para o alto como se estivesse falando com ele ali.
Me ajoelhei sobre o saco caído e desmanchei, pela primeira vez o choro era vindo com raiva, sem emoções como ele sempre dizia, mas era forte demais agora. Tudo que passou, sentiu, absorveu por ele havia ido embora ali, a dor era aguda, pior mesmo que todas as dores físicas juntas que ele causou.

Uni minhas mãos colocando minha cabeça sobre elas deixando as lágrimas caírem sobre a pele avermelhada, um longo respiro e assim ficou. Parado sem forças, sem esperanças.

๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑
tag: #Brothers  with: #Rose  song: One Last Time  notes: FlashBack
You and I ... My little Rose
THANK YOU SECRET FROM TPO!

Abnegation
avatar
Abnegation

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Do you remember?

Mensagem por Rose Von Der Lahmann em Qua Jul 15, 2015 1:02 am


ME AND SNAKE, MY FRIEND

S
em haver muita consideração com sua resposta em deixar seguir pelo teste de aptidão, não demorou muito para que ele se levantasse outra vez para continuar com os treinos e Rose ainda estava cansada. Fadigou. Pôs-se de pé. Treinar, outra vez treinar. A posição de luta já se mantinha perfeita, assim como ele já estava armado à defesa, porém por dois segundos depois ele se desfazia do feito, ajeitando-se a postura novamente. A garota buscou pela resposta ao ver a mãe do garoto aos prantos quando Drake largou se suas mãos e acolheu a mais velha entre os braços.  A voz tremula da mulher de dirigia ao pai do garoto de forma que a menina apenas tentava ainda de longe compreender palavras entremeio a seus ditos chorosos.

” Ele morreu.”

Rose esperou pelo desespero do amigo, porém o que aconteceu foi apena um interrogatório onde ele não parecia se bem acreditar. Não esperou que o menino fizesse mais a não ser desviar a direção, ela o conhecia, ele precisava de carinho, precisava capitar a verdade, mas sabia que no fundo do garoto ainda havia esperança pela vida do pai, algo que qualquer um teria, até mesmo ela. Drake foi acolhido aos braços da morena que levemente o acariciava ao cabelo separando fios por fios. Orgulhoso, não o viu se quer derramar uma lágrima pelo parente falecido, mas tentou levar em consideração o choque ao qual o rapaz ainda estaria, já que se fosse Rose, ela também teria ficado. Mas no momento tudo já estava mais claro, macas espalhavam-se pelo ambiente e a figura de seu pai ali deitado seria apenas um motivo a mais de o fazer desmoronar.

O  salão estava vazio e no momento tudo pareceu mais calmo. O ar límpido esbarrava contra a pele das pernas nuas da garota a fazendo tremer com sagacidade, mas logo seus olhos pesaram sobre o garoto que deixava o sentimento de dor o fazer mais forte. – Drake – Ajoelhou ao lado daquele que a fazia companhia ao meio da tarde, correndo as costas da mão pela face chorosa do menino. Ele parecia uma criança, vazia e sem emoções. – Shiiiii... – O barulho corria entremeio aos lábios, causando um arrepio na própria pele. – Não chore, tudo que houve valeu a pena e sempre valerá. Temos nossos momentos fortes e nossos momentos fracos, mas devemos sempre nos acostumar com a perda, seja ela como for. –  A audaciosa cobriu a mão do garoto com a sua, intercalando-lhe os dedos, deixando um beijo marcado a sua bochecha enquanto se punha ao lado daquele a que acariciava. – Você é mais forte do que isso. – Descansou a cabeça ao ombro de Drake, ela não conseguia o ver daquela forma, não gostava, mas sempre, mesmo depois de tantas lutas, via este lado delicado e frágil do moreno.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Do you remember?

Mensagem por Drake Keller em Qua Jul 22, 2015 2:09 am


I never forget...
Levantei meu rosto sentindo o toque de Rose sobre minha face, apertei os olhos neste momento evitando que ela me olhasse daquele jeito, sabendo que seria um movimento falho. Engoli o choro após alguns minutos de silêncio sobre minha cabeça e então respirei fundo. Ainda doía, só que agora mais fraco.
Rose sempre manteve-se perto quando precisava de apoio e agora não fora diferente. Suas palavras então vieram até mim como uma realidade correta, meu pai falava sempre que na pior dor era aonde se encontrava a força mais poderosa.

Ergui minha cabeça, senti em meus ombros a da menina se repousando, porém, me mantive olhando para o longe me perdendo em um flash distante, uma passagem de minha vida.

A chuva estava forte, as gotas pesadas caiam sobre meu tórax despido, enquanto me mantinha suspenso segurando uma barra de ferro olhando para o breu que estava na área externa do complexo.
- Não ouse cair daí, garoto, sabe muito bem o que lhe espera caso falhe na meta.
As palavras ríspidas do treinador eram captadas e de certa forma dolorosas.
Não pude olhar para ele, apenas me mantinha focado em me sustentar até completar trinta minutos exatos. Faltavam vinte para finalizar a meta.

Minha respiração estava controlada, já haviam se passado cinco minutos e sem ele perceber a lágrima de ódio escorria pelo rosto, foi quando um raio caiu próximo a nós me fazendo quase cair, o treinador me encarava ferozmente e então senti aquele estalo no meio do meu abdome, a marca do couro não era vista pela escuridão que estava, mas a ardência vinha junto com o choque térmico da água escorrendo pelo meu corpo. Respirei profundamente e então gritei em seguida soltando minha raiva.
- CHEGA... - berrei e logo um outro estrondo caiu próximo a nós...


Acordei do meu devaneio no susto, olhei para Rose deitada sobre meu ombro e pigarreei.
- Rose? - lhe fiz olhar para mim e acariciei sua face sorrindo agora mais aliviado.
- Me desculpa pelo momento de fraqueza, eu apenas segurei isso por muito tempo e... - abri um sorriso sem graça. - Deixe pra lá, vida que segue e eu não posso baixar minha guarda.
Me levantei ajudando ela fazer o mesmo, olhei para o saco de areia no chão e voltei a encará-la.
- Bem, vamos continuar o treino então, tenho certeza que ele não iria querer que eu parasse.
Pisquei para ela e assim vi seu sorriso para mim afirmando o meu dito. Seria só eu e ela naquele lugar treinando até nossos corpos não aguentarem mais...


๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑๑
tag: #Brothers  with: #Rose  song: One Last Time  notes: FlashBack
You and I ... My little Rose
THANK YOU SECRET FROM TPO!

Abnegation
avatar
Abnegation

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Do you remember?

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum