Informações adicionais:
Anacrônica. Esta a é a linha temporal que se segue desde os primórdios para tentar explicar o mistério que envolve a vida e cada evolução dos seres. De acordo com alguns pensadores, baseados em leis ou mesmo ideais mirabolantes de suas mentes magnificamente brilhantes, somos o futuro. O novo nos aguarda. Somente os únicos capaz de adquirirem a força, podem continuar na linha de sobrevivência. Adaptar-se é o termo correto para denominar a morte dos que são deixados para trás por serem considerados "menos evoluídos". A real face deve apenas definir: você está com aqueles que buscam o mesmo ou pretende fazer a diferença mediante ao que realmente és?

DUNKELHËIT, Autumn

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

DUNKELHËIT, Autumn

Mensagem por Autumn Dunkelhëit em Qua Jul 01, 2015 1:19 am


Primeiro Nome

— Nome Completo: Autumn Ellis Dunkelhëit;
— Idade: 16 anos;
— Facção Originária: Audácia;
— Facção Escolhida: Audácia;
— Designição: Iniciada;
— Índole: Oculta.
História:


“O medo não é real, ele é um produto de ideias que você cria. Veja: o perigo é real, mas o medo é uma escolha. E você não pode escolher isso. Você precisa ser corajosa, Autumn. Faça seu medo ter medo de você”. O que esperar de uma criança que cresceu ouvindo frases como essa? Que desde pequena fora induzida, um tanto quanto inconscientemente, a ser corajosa? Uma criança que desde seus primeiros passos já era treinada por seus pais a fazer coisas imprudentes para sua idade, como escalar locais e pular grandes distâncias?

Desde que se entende por gente, Autumn teve todo o treinamento necessário para escolher a Audácia quando tivesse idade suficiente, mesmo que o lema de toda nação fosse “a facção antes do sangue”. Aos três anos a pequena menina de olhos verdes já sabia como não se machucar em quedas. Aos oito aprendeu a lutar e começou a arranjar várias brigas. Aos dez demonstrava ser extremamente boa em pontaria. Aos 12 anos já dominava a habilidade de atirar facas e acabou ganhando uma com sua inicial entalhada no punho de seu pai.

Teve uma infância relativamente boa e viveu cercada de mimos, tanto por parte de seus pais quanto por parte de Myrielle, sua irmã de criação que sempre foi protetora, chegando até a ser possessiva. Mesmo tendo sua irmã como sua melhor amiga, a menina que cresceu com ela e a ensinou tantas coisas, tanta proteção às vezes tirava a morena do sério, o que a fazia ter alguns desentendimentos com Myrielle.

Flashback:
“Desce daí, Aut! Você vai acabar se machucando.” Uma menina loira gritava para uma menor, que parecia querer pular de cima de uma estante consideravelmente grande para seu pequeno tamanho.

“Não vou descer! Você não manda em mim!” A morena rebatia com propriedade. Autumn não era uma criança fácil, desde pequena já demonstrava e deixava claro em suas ações sua personalidade e seu gênio um tanto quanto difícil. “Que saco, eu não sou uma criança!”

“Você pra mim é e sempre será um bebê. Agora desce daí, Autumn.” Articulou com a sobrancelha arqueada. A loira falava em um tom sério e agora já devia estar irritada, afinal, já tinha pelo menos 20 minutos que estavam naquele debate.

A mais nova bufava impaciente. Odiava ser tratada como uma criança e era exatamente isso que sua meia-irmã fazia. Sem delongas, saltou da estante onde estava e só parou após um rolamento no chão, que deu impulso para ela ficar em pé. “Eu-não-sou-criança. Eu já tenho 9 anos!” Cruzou os braços, encarando-a loira.

Ignorando o que acabara de acontecer, a maior correu até a morena e fez questão de abraçá-la após se certificar que ela estava bem. Começou a encher o rosto da irmã de beijos, arrancando uma careta da morena. “Para com isso.” Ela tentava a todo custo se esquivar dos carinhos que a mais velha tentava lhe dar. “Você sabe que eu odeio beijos, My. Parece que você gosta de encher meu saco.”

“Deixa de ser rebelde, Aut.” Era a única coisa que a loira falava, antes de continuar com aquela tortura para a mais nova.

Contava com 14 anos quando viu seu mundo virar de cabeça para baixo. Foi nessa época que descobriu estar apaixonada por sua irmã, seu primeiro amor. Ao mesmo tempo em que descobriu que sentia algo a mais pela mais velha, descobriu também o que era a dor de um coração partido: Myrielle começava a se relacionar com diversas garotas, todas mais velhas. Por ser extremamente fechada, carregou esse segredo consigo por dois anos, escondendo-o de todos, principalmente de seus pais e sua irmã.

Não aceitando o fato de sentir algo por uma garota, ainda mais sua meia-irmã, começou a se envolver com alguns garotos da facção. A loira não admitia isso e sempre interferia nos seus casos, brigando com todo e qualquer menino que se relacionasse amorosamente com Autumn, o que gerava mais desentendimentos entre as duas. Com 16 anos, toda sua vida virou de cabeça para baixo novamente quando teve seu primeiro beijo com sua irmã. As duas meninas se tornaram enamoradas, agora eram mais do que apenas irmãs de criação.

O momento mais crucial de sua vida, o teste e a cerimônia de escolha. Muitos motivos a fizeram escolher sua facção de origem, motivos como: o resultado do teste, sua própria vontade e, talvez o principal deles, Myrielle. A morena não queria se ver longe da menina que amava.


Características Psicológicas:


Dona de uma personalidade forte, Autumn pode ser considerada o tipo de menina fria que dificilmente procura novas amizades, sempre prefere esperar que as pessoas venham ter consigo. Tem um forte desejo de ser amada e de relacionar-se, mas acha difícil expressar os seus sentimentos. É simpatizante das outras pessoas e das suas necessidades, mas dificilmente partilha os seus sentimentos. Geralmente fala pouco, porém tem opiniões bastante fortes, expressando-se em voz alta. Nos debates é bastante convincente, mesmo que não consiga argumentar muito bem, compensa com gracejos e arrogância. Não cede à pressão daquilo que as outras pessoas pensam, tendo uma opinião formada e bem definida sobre várias questões. Bastante observadora, pode diagnosticar e  avaliar os obstáculos e perigos, não desanima perante desafios, tem imensa energia e quase não tem medo de nada. É dotada de vontade, sendo auto-suficiente, muito independente e bastante prática.


Make your fear be afraid of you.



Atributos:

— Maestria com facas;
— Maestria em artes marciais.
Pertences:

— Uma adaga com um “A” entalhado em seu punho;
— Um caderno de capa preta, que usa como diário;
— Um anel em formato de uma cobra;
— Um tigre de pelúcia (encontrado);
— Um colar com seu nome.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DUNKELHËIT, Autumn

Mensagem por Divergent em Qua Jul 01, 2015 2:10 am


Seja Bem-Vindo
Ao Divergente;


Gostaria de iniciar esta pequena fala dizendo algo que embora obvio deve ser dito mesmo assim: As escolhas nos definem e acima de tudo as escolhas que deixamos de fazer também. É necessário dizer isso pois me parece que você acabou escolhendo a audácia não somente por conta de sua vocação mas também por considerar vários poréns no caminho. A família, os amigos, o conforto e o amor.

Talvez você pudesse ter vislumbrado uma nova vida. Nova família, novos amigos, um conforto diferente do que você esta acostumada e é claro outros amores de verão. Infelizmente nunca saberemos se isso é inteiramente uma verdade pois a escolha já foi feita. Não digo que a falta de novas perspectivas seja de todo ruim ate porque quando um caminho se fecha outros dois tendem a nascer. Facção antes do sangue é uma frase poderosa, cruel e verdadeira querida Autumn. De graças a deus não ter que comprovar por si mesma isso.


Aprovado.
Entities
avatar
Entities

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum