Informações adicionais:
Anacrônica. Esta a é a linha temporal que se segue desde os primórdios para tentar explicar o mistério que envolve a vida e cada evolução dos seres. De acordo com alguns pensadores, baseados em leis ou mesmo ideais mirabolantes de suas mentes magnificamente brilhantes, somos o futuro. O novo nos aguarda. Somente os únicos capaz de adquirirem a força, podem continuar na linha de sobrevivência. Adaptar-se é o termo correto para denominar a morte dos que são deixados para trás por serem considerados "menos evoluídos". A real face deve apenas definir: você está com aqueles que buscam o mesmo ou pretende fazer a diferença mediante ao que realmente és?

Kohls, Myrielle

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Kohls, Myrielle

Mensagem por Myrielle Kolhs em Ter Jun 30, 2015 7:59 pm


Myrielle

— Nome Completo: Myrielle Kohls;
— Idade: Dezesseis anos
— Facção Originária: DAUNTLESS;
— Facção Escolhida: DAUNTLESS;
— Designição: N/A
— Índole: Índoles Boa
História:


Atualmente existem vagas lembranças em sua mente sobre seus pais. Rostos enevoados e palavras desconexas são de longe o suficiente para Myrielle. Perdera os pais aos quatro anos, quando quase completava cinco. Foram obrigados a se tornarem sem facção, mas por compaixão foi adotada por um casal de amigos de seus pais, Sr. e Sra. Dunkelhëit.

De fato não foi uma criança fácil desde o momento no qual nascera. Teve complicações no parto e quando veio ao mundo com sua mãe numa situação perigosa, o médico achara interessante a menina berrar com tamanha força e fúria que nunca havia visto antes. A mãe sobreviveu e o doutor avisou com antecedência que ela seria difícil.

Começou a caminhar mais cedo do que pensavam e uma semana depois já corria pela casa, obstinada em abraçar sua mãe que a incentivava com um doce. Mas, quem realmente passou trabalho com ela foram os Dunkelhëit, que sofriam com as várias brigas que arranjava fora de casa desde cedo, sem motivos aparentes.

Demorou mais tempo que o normal para aprender a ler e desenvolver a escrita, mas desde cedo demonstrava tamanha inteligência para a idade, algo contraditório, já que tinha dificuldades com os estudos. Principalmente matemática. Ah! Como odiava... Foram os anos mais difíceis em matemática que mais matava aula e arranjava confusões por diversos motivos. Até que, por fim, foi obrigada a estudar matemática e se tornar tão boa quanto é com a luta.

E por falar em luta, desde pequena Myrielle se saia bem com os esportes. Chegava a ser a melhor da turma em qualquer esporte que lhe fosse apresentado, o que causava inveja por vários colegas. Treinava seu físico toda a hora. Almejava força, velocidade, técnica, resistência, potência muscular, agilidade e tudo que um bom lutador deve ter. E essa obsessão fez Sra Dunkelhëit encontrar um tutor adequado para ensinar a menina a lutar, com a promessa de que pararia de brigar à toa. Cumpriu sua palavra enquanto se mostrava melhor do que poderiam imaginar nas artes marciais.

Seus pais adotivos tiveram uma filha também. Uma linda garotinha da mesma idade. Conforme cresciam ia se encantado com a irmã denominada de Autumn. Sempre queria brincar com ela e enche-la de beijos. Conforme crescia tornava-se protetora e possessiva com a irmã, afastando qualquer pessoa que pudesse se envolver com ela amorosamente.  
Foi quando completou quinze anos que começava a perceber que a amava de outra forma. E, quando completou dezesseis, escolhera a Audácia por diversos motivos, mas o principal era Autumn. A ideia de se afastar dela parecia lhe corroer por dentro.

Na adolescência se envolveu com varias garotas e nenhum garoto. Sentia nojos deles e sabia que não precisava experimentar. Gostava era de garotas mais velhas e experientes, que sabiam aonde pegar e o que falar. Garotas com tatuagens e piercings. Manteve isso, com sucesso, em segredo de seus pais adotivos. Tatuou em seu corpo quatro tatuagens quando entrou na audácia. Sentia-se definitivamente uma mulher de verdade.

E então tudo mudou e virou de ponta cabeça em um dia qualquer. Seu primeiro beijo com Autumn. Não eram mais irmãs depois disso; eram amantes. Confidentes de um segredo oculto que ninguém poderia descobrir. O amor pela irmã crescia loucamente e lhe trazia quase tanta adrenalina quanto pular em cima de trens. Myrielle passa treinando as artes marciais e seu condicionamento físico, mantendo seu relacionamento com Autumn.  


Características Psicológicas:


Myrielle segue a risca seu conceito de moralidade. Acredita no principio da compaixão e virtude plena dos sentidos humanos. Sua paixão pela vida torna-a compassível e enternecida por todas as criaturas que usufruem do sistema respiratório. Usar os punhos é a maneira que encontrou para se manter em paz com a sua sensibilidade sabotadora. Lutar é a coisa que melhor sabe fazer e não abriria mão disso por nada, o faz com o coração, coisa que acredita ninguém ser capaz, por isso se considera a melhor.

É ávida, envolvente e intuitiva. Descobrir o que se passa em sua mente é uma tarefa difícil. Portadora de raciocínio rápido, às vezes a própria desconhece a realidade de suas lógicas. Possui uma natural ligação com o mundo, ganhando a capacidade de estar em contato e influenciar o que se sucede ao redor com palavras e gestos amorosos. Entretanto, a ambivalência de sua personalidade é constantemente vista quando toma as rédeas de qualquer situação e se torna autoritária e dura. Uma líder nata, a jovem poderia guiar um bando de crianças sem que uma ousasse lhe desobedecer. Inteligente e observadora, frequentemente tira conclusões eruditas das pessoas, para sempre estar um passo à frente dos outros.

Sua personalidade imprevisível a torna misteriosa. Talvez a palavra correta seja introspectiva. Seu rosto quase sempre está impassivo sob os fios loiros e sedosos de seu cabelo. Acredita que o sorriso é algo pessoal, principalmente os que mostram os dentes, portanto poucas vezes faz usa dessa manifestação linguística não verbal com desconhecidos. Apesar disso tudo, Myrielle não esconde ser portadora de um grande e sentimental coração que necessita de atenção e amor especial, coisas que poucas pessoas seriam competentes de lhe fornecer.

Suas quatro tatuagens espalhadas pelo corpo descrevem um pouco do que não pode ser dito sobre sua personalidade. Seu senso de justiça é atiçado e não hesita em entrar numa briga, seja por motivos consistentes ou não. O medo, para ela, é imaginário. Não vive sem adrenalina.


Fighter



Atributos:

— Excepcional lutadora de Artes Marciais;
— Alta Capacidade Física.
Pertences:

— Um cantil;
— Soco inglês (herdado do pai);
— Um colar com um pingente de sete pontas (herdado da mãe);
— Bandagens de luta;
— Borrachas de cabelo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Kohls, Myrielle

Mensagem por Divergent em Qua Jul 01, 2015 1:03 am


Seja Bem-Vinda
Ao Divergente;


Suponho que o que dizem é verdade pelo menos em parte. A audácia aparenta possuir os mais apaixonados corações e mentes. Não digo isso apenas por seus gostos pessoas embora isso também se enquadre no que quero dizer, mas, a paixão que envolve um destemido em relação a moral e a justiça... Não pode-se ver isso em nenhum outro lugar.

Acredito que as dificuldades encontradas durante a infância e os meios aos quais estas foram superadas comprovam em parte esta teoria. Mesmo assim tenho de adverti-la: A audácia é uma facção que não tolera o medo... não mais e talvez o principal medo que você possua esteja escondido por de baixo de um rosto familiar. Autumn provavelmente é a verdade que te apavora.

Aprovado.
Entities
avatar
Entities

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum